Product Expertize

 
Illustration by me  The Red Wolf

Illustration by me The Red Wolf

Vários são os motivos que levam ao desenvolvimento de um negócio de moda, destaco alguns:

  • Paixão à área,

  • Oportunidade de negócio,

  • Um sonho por concretizar,

  • Carolice.

Todas elas são válidas, no entanto nem todas irão vingar. O que faz com que um empreendedor (como detesto esta palavra), tenha mais sucesso do que outro? paixão e urgência.

Sim, paixão (o cliché efetivamente faz diferença) e urgência nas vendas. Porquê? porque se dependemos das vendas para viver vamos correr atrás. 

Por isso partilho este artigo para os ‘urgentes’. :)

Quando iniciamos um negócio, é quase certo que iremos começar pelo produto. Não está errado, porque o importante é começar. No entanto, quando aprofundamos o nosso conhecimento e pensamos em comercializar surgem as primeiras dúvidas. Por onde começo? Como devo abordar as lojas? Como faço os preços?

O produto está intimamente relacionado com o negócio, por isso antes de desenvolver o produto deveremos definir:

1. A estratégia da marca.

  • Como é que me irei posicionar-me no negócio?

  • Qual é a minha vantagem competitiva?

2. Após consolidar esta ideia, deveremos definir a estratégia de produto.

  • O que pretendo ser enquanto marca?

  • Como é que o meu produto se irá diferenciar no mercado?

  • Que características tem o meu produto que me fazem destacar?

3. Uma vez a marca e o produto definidos, vamos para a construção da estratégia de merchadising da coleção.

  • Como será o meu range planning?

  • Como será a arquitetura de preços?

  • Quem serão os meus fornecedores

  • Como irei medir o sucesso da coleção?

Quanto melhor definirmos o tipo de produto, melhor conseguiremos posicionar a marca no mercado. Há produtos sazonais, de conveniência, de destino ou de rotina (consumo).

Quando pensamos em marcas como ACNE ou CHANEL temos logo uma imagem visual e distinta de cada uma delas. Porque reflectem os 5 elementos chave da marca:

  1. Branding

  2. Matéria

  3. Cor

  4. Silhueta

  5. Imagem

Neste sentido é importante definir como é que queremos ser vistos e quais sãos as Key-Pieces que definem a marca. Por isso, na construção da coleção deverás considerar 4 tipos de produtos:

  • O produto icónico que reflecte a maior coerência entre a marca definida e o produto apresentado. É o produto core que distingue a marca no mercado.

  • O produto aspiracional, uma categoria que de certa forma traz frescura e à marca, mas não é o mais relevante. Poderá surgir como um tema a explorar ocasionalmente.

  • O produto extensão de categoria. Poderá surgir mais como reflexo de uma tendência ou como produto complementar ao teu core de negócio.

  • O produto conveniência, é o produto de atração a novos consumidores. Por norma focado no reconhecimento da marca e de valor mais baixo.

Esta categorização ajudará a maximizar as vendas e a dar resposta a diferentes necessidades do teu cliente. 

Curioso? Na comunidade Fashion Makers temos experts na área de produto. Contacta-nos!

 

Joana